Archives Fevereiro 2021

Trilhos Pedestres Serra da Lousã

TRILHOS PEDESTRES SERRA DA LOUSÃ


Serra da Lousã – Informação geral

A Paradigmo Travel, disponibiliza estes trilhos em GPX para que cada um possa percorrer os diversos percursos em plena Serra da Lousã, mas quem pretender pode entrar em contacto para solicitar um guia com programas organizados e completos, existem locais não marcados que são uma verdadeira beleza.

O acompanhamento de um guia local poderá oferecer oportunidades de interpretação dos pontos de interesse e aumentar o nível de satisfação final.

Os guias da Paradigmo Travel, tem formação qualificada em turismo desporto aventura, cultura e suporte básico de vida. Com a companhia do guia será feito um seguro de acidentes pessoais e responsabilidade civil.

Nos programas com alojamento no Hotel Bem Estar ou Alojamento Local Martinho, os circuitos pedestres (Caminhadas) são gratuitas com guia Paradigmo em determinados períodos, aconselhamos a ver os nossos calendários de épocas.

Para quem pretende fazer os trilhos de forma livre sem guias, sugerimos a utilização de tecnologia móvel, GPS e/ou smartphones, para auxiliar os eventuais utilizadores dos percursos, porque podem haver falhas de sinalização ou outros problemas, e para poderem fazer os trilhos que não tem marcação.

ATENÇÃO: Na Serra da Lousã, existem muitos locais, (Praticamente toda a Serra) sem rede móvel, em caso de acidente não tem como chamar ajuda. Se tem problemas de saúde por favor não ponha a sua vida em risco, não faça os trilhos sozinho, não saia do percurso para ser facilmente encontrado em caso de acidente. mantenha o respeito pelas regras e pela sua saúde.

Pode encontrar aqui a informação dos trilhos, importar o gpx, ver as altimetrias e a restante informação de cada trilho, clique em “VER MAIS” para aceder á informação.

A Paradigmo não se responsabiliza no caso de se perder, tiver um acidente, ou qualquer outro problema, apenas facultamos a informação, cabe a cada um respeitar as regras e as normas de conduta adequada à Natureza. Apenas nos responsabilizamos, quando um guia acompanha as pessoas.

PR1 - ROTA DOS MOINHOS
O PR1 Rota dos Moinhos, é um percurso circular com cerca de 6 quilómetros e duração média de 2h30, que sai do centro da vila até ao Castelo da Lousã, junto à ribeira de São João.
VER MAIS
Saída/Chegada
Câmara Municipal da Lousã
PERCURSO CIRCULAR - 6Km

 

PR2 - ROTA DAS ALDEIAS DO XISTO
PR2, o percurso inicia numa zona das mais belas da Região Centro, junto ao Castelo da Lousã e das Ermidas da Senhora da Piedade, passa em duas Aldeias do Xisto e cascatas.
VER MAIS
Saída/Chegada
Castelo da Lousã
PERCURSO CIRCULAR - 6Km

 

PR3 - ROTA DA LEVADA
PR3, O percurso pode iniciar-se no Castelo da Lousã, ou no sentido oposto, na Aldeia do Xisto da Cerdeira. Durante este percurso passamos pela Ribeira de S. João, que alimenta as piscinas naturais da Sra. Piedade.
VER MAIS
Saída
Castelo da Lousã ou na Cerdeira
PERCURSO LINEAR - 7Km

 

PR3/4/2 - ROTA DAS QUATRO ALDEIAS
PR3 PR4 e PR2, Este percurso é uma mistura de 3 trilhos, o PR3, PR4 e PR2. O percurso inicia no Castelo da Lousã, durante este percurso passamos pela Ribeira de S. João, que alimenta as piscinas naturais da Sra. Piedade, pela levada e pelas Aldeias do Xisto.
VER MAIS
Saída
Castelo da Lousã
PERCURSO CIRCULAR - 16Km

 

ROTA DOS MOLEIROS
Este trilho está em desenvolvimento sobe a ribeira da Fornea. É um trilho de uma beleza rara, com cascatas, moinhos de água antigos e com muitas pontes em madeira a serpentear a ribeira.
VER MAIS
Saída/Chegada
Cacilhas
PERCURSO CIRCULAR - 10Km

 

TRILHO DO BALOIÇO
Construído pelo projeto Isto é Lousã, este baloiço fica próximo do Trevim, o ponto mais alto da Serra da Lousã, no distrito de Coimbra. A 1.200 metros de altitude, este baloiço gigante de madeira é o local ideal para tirar fotografias originais para o as suas redes sociais ou apenas para recordação.
VER MAIS
Saída/Chegada
Cruzamento do Trevim
PERCURSO CIRCULAR - 10Km

 

PASSADIÇOS DO COENTRAL
Este circuito que apresentamos faz parte do percurso homologado PR2, como conhecemos o local, recriámos o circuito circular com cerca de 4km. o circuito passa pelos passadiços, podemos caminhar na levada, ver a ribeira de pera e a sua bela cascata e também o souto de castanheiros centenários.
VER MAIS
Saída/Chegada
Coentral junto ao Coreto
PERCURSO CIRCULAR - 5Km

 

 

 

PR3 PR4 e PR2 Rota das 4 Aldeias

PR3- PR4 e PR2 – Rota das Aldeias

Rota das Aldeias do Xisto
Características do Percurso
Nome: Rota das Aldeias, Código: LSA PR3, PR4, PR2
Tipologia: Circular, Distância: 16Km
Duração aproximada: 5/6h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Elevada
Partida: Castelo da Lousã
Chegada: Castelo da Lousã   
Fazer download do GPX  

Este percurso é uma mistura de 3 trilhos, o PR3, PR4 e PR2. O percurso inicia no Castelo da Lousã, durante este percurso passamos pela Ribeira de S. João, que alimenta as piscinas naturais da Sra. Piedade. É importante referir que parte deste percurso é feito ao lado de uma levada de água, que canaliza água da serra para a Central Elétrica, a primeira do género construída em Portugal Continental. Ainda hoje se encontra em funcionamento. Durante o percurso é possível visitar a Aldeia do Xisto do Candal, junto à estrada que faz a ligação entre a vila da Lousã e Castanheira de Pera. Na aldeia do Candal encontram-se marcas de sinalização do percurso que indicam o caminho até às outras Aldeias, Catarredor, Vaqueirinho e Talasnal.

Na Serra da Lousã podemos encontrar uma vasta e diversificada flora e fauna. Os castanheiros centenários estão presentes por quase todo o percurso. Junto às aldeias, encontramos carvalhos, sobreiros e pinheiro bravo. As linhas de água, que em tempos eram aproveitadas para regar as hortas cultivadas pelos habitantes serranos, têm vindo a ser preservadas e ainda hoje servem para matar a sede dos animais selvagens. Essas mesmas linhas de água, muitas delas centenárias, acabam por dar vida e movimento às deslumbrantes paisagens envolventes.

De há alguns anos para cá as casas destas Aldeias têm sido alvo de um profundo plano de reabilitação graças ao turismo.
O caminho pode ser feito nos dois sentidos, mas o aconselhado é seguir primeiro pelo PR3 direção ao Candal.
Este trilho passa ao lado da Central Hidroelétrica de Ermida, uma peça de Museu industrial, começou a operar em 1943 com uma potência instalada de 0,4MW. Está instalada na Ribeira de São João com uma produtibilidade média anual de 0.9GWh. Foi construída para fornecer energia para a Fábrica de Papel do Prado. (Fonte de informação EDP)
O Castelo com o seu enquadramento cénico, o conjunto próximo das ermidas, do rio e da sua piscina natural, transformaram-no num dos mais interessantes pontos turísticos da Região Centro. As suas origens não se encontram ainda determinadas com exatidão, deixando espaço para algumas lendas na sua história.

ImportanteCuidados e informação técnica do trilho:

  1. Sinalização: O trilho está sinalizado, pode haver falhas derivado a vandalismo, é aconselhável o uso de GPS como em qualquer trilho quando se desconhece.
  2. Conservação dos caminhos: Os trilhos na Serra da Lousã são limpos e tratados todos os anos, mas por vezes os ventos fortes e as chuvas estragam tudo, depois as entidades responsáveis levam algum tempo até fazerem as limpezas e tratamento. É aconselhável se informarem do estado dos trilhos antes de irem percorre-los.
  3. Estruturas informativas: No início do trilho tem um painel informativo sobre o mesmo.
  4. Estruturas de apoio e segurança: É preciso ter muita atenção, existem locais sem proteção na levada, o que pode originar acidentes em altitude.
  5. Integração na paisagem: Totalmente integrado na paisagem, possibilidade de exploração pontos de interesse relevantes como a cascata do Candal e do Talasnal.
  6. Segurança geral: De modo geral o trilho é seguro, apenas na zona da levada é que é mais complicado, devido à falta de algumas barreiras de segurança que foram vandalizadas. Devem ter os cuidados necessários para fazerem o percurso sem correr riscos. O acesso às cascatas do Candal e do Talasnal são difíceis, não aconselhado a pessoas com dificuldades motoras. Terreno muito ingreme e escorregadio é obrigatório calçado apropriado.
  7. Informação de segurança: O estado do percurso muda com as condições meteorológicas, no inverno e em dias de chuva tenha especial atenção, o piso fica escorregadio e a levada transborda. No verão, as temperaturas podem subir consideravelmente, por isso não caminhe nas horas de mais calor, use sempre chapéu e leve água.

Atenção Especial Cuidado:
Em praticamente todo o percurso não existe rede móvel, se houver um acidente não terão como chamar socorro, portanto não faça o trilho sozinho/a. Se pretender ir sozinho/a, fale connosco podemos emprestar rádio de comunicações móveis para poder pedir auxilio em caso de necessidade, estaremos atento ás comunicações.

Locais de interesse:
Castelo da Lousã, Ermidas de nossa Senhora da Piedade, Praia Fluvial, Central Hidroelétrica, Levada, Capela da Senhora da Luz, Aldeia do Candal e Cerdeira, Cascata do Candal.

Coordenadas de Inicio
Coordenadas geográficas: 40.100797,   -8.235420

Locais onde comer:
Restaurante Sabores da Aldeia no Candal, telefone: 239 991 393
Atende por marcação
Outros Restaurantes na Vila da Lousã

Locais onde Dormir:
Hotel Bem Estar, remodelado em 2019.
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473
————————————————-
Residencial Martinho
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473

O que levar e cuidados a ter:
Mochila de 10L a 40L, capa de chuva, sapatilhas ou botas adequadas, meias específicas para caminhada, óculos e boné, telefone, lanterna, protetor solar, repelente, saco do lixo, kit de primeiros socorros, barras de cereais, chocolate, alimentos, frutas e água muita água.

Fauna:
Neste trilho é possível ver raposas, veados, javalis entre outros animais, é possível ver também diversas Aves.

Flora:
Existe uma variedade muito grande de plantas e arvores, as que mais se destacam são o castanheiro, por aqui existem castanheiros centenários com mais de 300 anos, carvalho, sobreiro, pinheiro, loureiro, oliveira, entre outras

Contactos Uteis:
SOS Emergência: 112
SOS Floresta: 117
Centro de Informação Antivenenos: 808 250 143
GNR da Lousã: 239 990 060
Bombeiros Municipais da Lousã: 239 990 530
Centro de Saúde da Lousã: 239 990 614
Paradigmo Travel: 239 194 473

Contactos de Guias Locais:
Paradigmo Travel – Gabriel Gomes, Telefone 239194473

Programas completos de vários dias com dormida:

PR3 – Rota da Levada

PR3 – Rota da Levada

Rota das Aldeias do Xisto
Características do Percurso
Nome: Rota da Levada, Código: LSA PR3
Tipologia: Linear, Distância: 7Km
Duração aproximada: 3/4h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Elevada
Partida: Castelo da Lousã
Chegada: Cerdeira 

Fazer download do GPX  

O percurso pode iniciar-se no Castelo da Lousã, ou no sentido oposto, na Aldeia do Xisto da Cerdeira. Durante este percurso passamos pela Ribeira de S. João, que alimenta as piscinas naturais da Sra. Piedade. É importante referir que parte deste percurso é feito ao lado de uma levada de água, que canaliza água da serra para a Central Elétrica, a primeira do género construída em Portugal Continental. Ainda hoje se encontra em funcionamento. Durante o percurso é possível visitar a Aldeia do Xisto do Candal, junto à estrada que faz a ligação entre a vila da Lousã e Castanheira de Pera. Na aldeia do Candal encontram-se marcas de sinalização do percurso que indicam o caminho até à Aldeia da Cerdeira, local onde termina o percurso.

Na Serra da Lousã podemos encontrar uma vasta e diversificada flora e fauna. Os castanheiros centenários estão presentes por quase todo o percurso. Junto às aldeias, encontramos carvalhos, sobreiros e pinheiro bravo. As linhas de água, que em tempos eram aproveitadas para regar as hortas cultivadas pelos habitantes serranos, têm vindo a ser preservadas e ainda hoje servem para matar a sede dos animais selvagens. Essas mesmas linhas de água, muitas delas centenárias, acabam por dar vida e movimento às deslumbrantes paisagens envolventes.

De há alguns anos para cá as casas destas Aldeias têm sido alvo de um profundo plano de reabilitação graças ao turismo.
O caminho pode ser feito nos dois sentidos, pelo mesmo trilho, ou descer pela estrada de alcatrão que liga Lousã a Castanheira de Pera.
A Central Hidroelétrica de Ermida é uma peça de Museu industrial, começou a operar em 1943 com uma potência instalada de 0,4MW. Está instalada na Ribeira de São João com uma produtibilidade média anual de 0.9GWh. Foi construída para fornecer energia para a Fábrica de Papel do Prado. (Fonte de informação EDP)
O Castelo com o seu enquadramento cénico, o conjunto próximo das ermidas, do rio e da sua piscina natural, transformaram-no num dos mais interessantes pontos turísticos da Região Centro. As suas origens não se encontram ainda determinadas com exatidão, deixando espaço para algumas lendas na sua história.

Fazer Download do Folheto PDF

ImportanteCuidados e informação técnica do trilho:

  1. Sinalização: O trilho está sinalizado, pode haver falhas derivado a vandalismo, é aconselhável o uso de GPS como em qualquer trilho quando se desconhece.
  2. Conservação dos caminhos: Os trilhos na Serra da Lousã são limpos e tratados todos os anos, mas por vezes os ventos fortes e as chuvas estragam tudo, depois as entidades responsáveis falham nas imediatas limpezas e tratamento. É aconselhável se informarem do estado dos trilhos antes de irem fazer o trilho.
  3. Estruturas informativas: No início do trilho tem um painel informativo sobre o mesmo.
  4. Estruturas de apoio e segurança: É preciso ter muita atenção, existem locais sem proteção na levada, o que pode originar acidentes em altitude.
  5. Integração na paisagem: Totalmente integrado na paisagem, possibilidade de exploração pontos de interesse relevantes como a cascata do Talasnal.
  6. Segurança geral: De modo geral o trilho é seguro, apenas na zona da levada é que é mais complicado, devido à falta de algumas barreiras de segurança que foram vandalizadas. Devem ter os cuidados necessários para fazerem o percurso sem correr riscos. O acesso à cascata do Candal é difícil, não aconselhado a pessoas com dificuldades motoras. Terreno muito ingreme e escorregadio.
  7. Informação de segurança: O estado do percurso muda com as condições meteorológicas, no inverno e em dias de chuva tenha especial atenção, o piso fica escorregadio e a levada transborda. No verão, as temperaturas podem subir consideravelmente, por isso não caminhe nas horas de mais calor, use sempre chapéu e leve água.

Locais de interesse:
Castelo da Lousã, Ermidas de nossa Senhora da Piedade, Praia Fluvial, Central Hidroelétrica, Levada, Capela da Senhora da Luz, Aldeia do Candal e Cerdeira, Cascata do Candal.

Coordenadas de Inicio
Coordenadas geográficas: 40.100797,   -8.235420

Locais onde comer:
Restaurante Sabores da Aldeia no Candal, telefone: 239 991 393
Atende por marcação
Outros Restaurantes na Vila da Lousã

Locais onde Dormir:
Hotel Bem Estar, remodelado em 2019.
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473
————————————————-
Residencial Martinho
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473

O que levar e cuidados a ter:
Mochila de 10L a 40L, capa de chuva, sapatilhas ou botas adequadas, meias específicas para caminhada, óculos e boné, telefone, lanterna, protetor solar, repelente, saco do lixo, kit de primeiros socorros, barras de cereais, chocolate, alimentos, frutas e água muita água.

Fauna:
Neste trilho é possível ver raposas, veados, javalis entre outros animais, é possível ver também diversas Aves.

Flora:
Existe uma variedade muito grande de plantas e arvores, as que mais se destacam são o castanheiro, por aqui existem castanheiros centenários com mais de 300 anos, carvalho, sobreiro, pinheiro, loureiro, oliveira, entre outras

Contactos Uteis:
SOS Emergência: 112
SOS Floresta: 117
Centro de Informação Antivenenos: 808 250 143
GNR da Lousã: 239 990 060
Bombeiros Municipais da Lousã: 239 990 530
Centro de Saúde da Lousã: 239 990 614
Paradigmo Travel: 239 194 473

Contactos de Guias Locais:
Paradigmo Travel – Gabriel Gomes, Telefone 239194473

Programas completos de vários dias com dormida:

 

PR2-Rota das Aldeias do Xisto

PR2 – Rota das Aldeias do Xisto

Rota das Aldeias do Xisto
Características do Percurso
Nome: Rota Aldeias do Xisto, Código: LSA PR2
Tipologia: Circular, Distância: 6Km
Duração aproximada: 3/4h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Media
Partida: Castelo da Lousã
Chegada: Castelo da Lousã

Fazer download do GPX  

Este percurso que hoje em dia se faz por prazer e em turismo, era o único caminho que existia para as pessoas poderem ir á vila da Lousã vender os seus produtos agrícolas e animais, e onde compravam também os seus bens essenciais.
O percurso inicia numa zona das mais belas da Região Centro, junto ao Castelo da Lousã e das Ermidas da Senhora da Piedade. Este percurso está sempre enquadrado por vegetação. É possível de ser feito durante todo o ano.
Devido aos desníveis, é um percurso com alguma exigência em termos físicos, pelo que aconselhamos a que o façam pela manhã cedo, para não apanharem o sol que se torna bastante complicado no verão principalmente.
Este percurso passa na Aldeia do Talasnal, uma das Aldeias mais conhecida e bela, passa também na Aldeia do Casal Novo, esta ultima não é tão conhecida nem tão desenvolvida.
De há alguns anos para cá as casas destas Aldeias têm sido alvo de um profundo plano de reabilitação graças ao turismo.
O caminho pode ser feito por dois lados, um é subir diretamente da Senhora da Piedade para o Talasnal, o outro é ao sair do Castelo e seguir pela Central Hidroelétrica, este último o desnível é mais acentuado e mais curto.
A Central Hidroelétrica de Ermida é uma peça de Museu industrial, começou a operar em 1943 com uma potência instalada de 0,4MW. Está instalada na Ribeira de São João com uma produtibilidade média anual de 0.9GWh. Foi construída para fornecer energia para a Fábrica de Papel do Prado. (Fonte de informação EDP)
O Castelo com o seu enquadramento cénico, o conjunto próximo das ermidas, do rio e da sua piscina natural, transformaram-no num dos mais interessantes pontos turísticos da Região Centro. As suas origens não se encontram ainda determinadas com exatidão, deixando espaço para algumas lendas na sua história.

Download do Folheto em PDF

ImportanteCuidados e informação técnica do trilho:

  1. Sinalização: O trilho está sinalizado, pode haver falhas derivado a vandalismo, é aconselhável o uso de GPS como em qualquer trilho quando se desconhece.
  2. Conservação dos caminhos: Os trilhos na Serra da Lousã são limpos e tratados todos os anos, mas por vezes os ventos fortes e as chuvas estragam tudo, depois as entidades responsáveis falham nas imediatas limpezas e tratamento. É aconselhável se informarem do estado dos trilhos antes de irem fazer o trilho.
  3. Estruturas informativas: No início do trilho tem um painel informativo sobre o mesmo.
  4. Estruturas de apoio e segurança: Sem necessidade
  5. Integração na paisagem: Totalmente integrado na paisagem, possibilidade de exploração pontos de interesse relevantes como a cascata do Talasnal.
  6. Segurança geral: De modo geral o trilho é seguro, cabe às pessoas terem os cuidados necessários para fazerem o percurso sem correr riscos. O acesso à cascata do Talasnal é difícil, não aconselhado a pessoas com dificuldades motoras. Terreno muito ingreme e escorregadio.
  7. Informação de segurança: O estado do percurso muda com as condições meteorológicas, no inverno e em dias de chuva tenha especial atenção, o piso fica escorregadio. No verão, as temperaturas podem subir consideravelmente, por isso não caminhe nas horas de mais calor, use sempre chapéu e leve água.

Locais de interesse:
Castelo da Lousã, Ermidas de nossa Senhora da Piedade, Praia Fluvial, Central Hidroelétrica, Capela da Senhora da Luz, Aldeia do Talasnal, Aldeia do Casal Novo, cruzeiro da Via Sacra, Cascata do Talasnal.

Coordenadas de Inicio e Fim
Coordenadas geográficas: 40.100797,   -8.235420

Locais onde comer:
A Taberna no Talasnal: Telefone 918212523
Restaurante Ti Lena: Telefone 911932948
Casa da Urze: Telefone 961592198

Locais onde Dormir:
Hotel Bem Estar, remodelado em 2019.
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473
————————————————-
Residencial Martinho
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473

O que levar e cuidados a ter:
Mochila de 10L a 40L, capa de chuva, sapatilhas ou botas adequadas, meias específicas para caminhada, óculos e boné, telefone, lanterna, protetor solar, repelente, saco do lixo, kit de primeiros socorros, barras de cereais, chocolate, alimentos, frutas e água muita água.

Fauna:
Neste trilho é possível ver raposas, veados, javalis entre outros animais, é possível ver também diversas Aves.

Flora:
Existe uma variedade muito grande de plantas e arvores, as que mais se destacam são o castanheiro, por aqui existem castanheiros centenários com mais de 300 anos, carvalho, sobreiro, pinheiro, loureiro, oliveira, entre outras

Contactos Uteis:
SOS Emergência: 112
SOS Floresta: 117
Centro de Informação Antivenenos: 808 250 143
GNR da Lousã: 239 990 060
Bombeiros Municipais da Lousã: 239 990 530
Centro de Saúde da Lousã: 239 990 614
Paradigmo Travel: 239 194 473

Contactos de Guias Locais:
Paradigmo Travel – Gabriel Gomes, Telefone 239194473

Programas completos de vários dias com dormida:

 

PR1 Rota dos Moinhos

PR1 – Rota dos Moinhos

Rota dos Moinhos
Características do Percurso
Nome: Rota dos Moinhos, Código: LSA PR1
Tipologia: Circular, Distância: 6Km
Duração aproximada: 2/3h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Baixa
Partida: Câmara Municipal da Lousã
Chegada: Câmara Municipal da Lousã

Fazer download do GPX  

O PR1 Rota dos Moinhos, é um percurso circular com cerca de 6 quilómetros e duração média de 2h30, que percorre as ruas do centro histórico da Lousã.

O percurso tem início junto à Câmara Municipal da Lousã, passando pela zona histórica, junto de alguns monumentos brasonados que fazem parte da história da Vila.

Seguindo o trilho marcado, após algumas centenas de metros encontra-se a Fábrica do Papel do Prado, uma unidade fabril ainda no ativo criada em 1716 e do seu lado esquerdo uma casa que constituía a sede do Clube Cultural dos Trabalhadores desta fábrica.

Entrando no caminho de terra começa o percurso da Rota dos Moinhos, onde se encontra a Ribeira de São João.

O caminho pode ser feito por duas alternativas, aconselhamos a atravessar a ponte suspensa por cabos, e subir em direção ao jardim de São João e às ermidas da Senhora da Piedade, depois sobem ao Castelo, e aqui podem optar por duas vias. Podem seguir pelos passadiços, ou descer atrás do castelo e voltar pela ribeira de São João, o que implica por este percurso da Ribeira molhar os pés, porque tem de atravessar a ribeira várias vezes. Em pleno verão é agradável e a água é pouca. Tem também alguns moinhos antigos. Este percurso pode também ser feito a subir no início.

Ao longo de todo o percurso encontramos alguns pontos de interesse, como a Fábrica do Papel do Prado, os moinhos de água, o Castelo da Lousa, (Castelo de Arouce), Ermidas da Senhora da Piedade, Praia Fluvial da Senhora da Piedade, e alguns edifícios classificados como património histórico, entre os quais a Igreja Matriz e o Palácio dos Salazares.

A circulação neste trilho é aconselhada o ano todo, excetuo na parte de ir pelo rio quando chove.

Neste percurso pode ver o Melro d’água entre muitas outras aves, mas também uma vegetação maravilhosa, e não esquecer a cascata por detrás do Jardim de São João no percurso superior.

Fazer Download do Folheto PDF

ImportanteCuidados e informação técnica do trilho:

  1. Sinalização: O trilho está sinalizado, pode haver falhas derivado a vandalismo, é aconselhável o uso de GPS como em qualquer trilho quando se desconhece.
  2. Conservação dos caminhos: Os trilhos na Serra da Lousã são limpos e tratados todos os anos, mas por vezes os ventos fortes e as chuvas estragam tudo, depois as entidades responsáveis falham nas imediatas limpezas e tratamento. É aconselhável se informarem do estado dos trilhos antes de irem fazer o trilho.
  3. Estruturas informativas: No início do trilho tem um painel informativo sobre o mesmo.
  4. Estruturas de apoio e segurança: É preciso ter muita atenção, existem locais sem proteção e existe o risco de queda em altura, pessoas com vertigens é preciso ter cuidado.
  5. Integração na paisagem: A maior parte do circuito é totalmente integrado na paisagem.
  6. Segurança geral: De modo geral o trilho é seguro, apenas na zona a chegar à Senhora da Piedade é mais complicado, devido à falta de algumas barreiras de segurança. Devem ter os cuidados necessários para fazerem o percurso sem correr riscos.
  7. Informação de segurança: O estado do percurso muda com as condições meteorológicas, no inverno e em dias de chuva tenha especial atenção, o piso fica escorregadio. No verão, as temperaturas podem subir consideravelmente, por isso não caminhe nas horas de mais calor, use sempre chapéu e leve água.

Locais de interesse:
Castelo da Lousã, Ermidas de nossa Senhora da Piedade, Praia Fluvial, Ribeira de São João, Passadiços da Lousã.

Coordenadas de Inicio
Coordenadas geográficas: 40.100797,   -8.235420

Locais onde comer:
Restaurante “O Burgo”, telefone: 239 991 162
Atende por marcação
Outros Restaurantes na Vila da Lousã

Locais onde Dormir:
Hotel Bem Estar, remodelado em 2019.
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473
————————————————-
Residencial Martinho
Página web: www.paradigmohotels.com
e-mail: reservas@paradigmo.net
Telefone: +351 239 194 473

O que levar e cuidados a ter:
Mochila de 10L a 40L, capa de chuva, sapatilhas ou botas adequadas, meias específicas para caminhada, óculos e boné, telefone, lanterna, protetor solar, repelente, saco do lixo, kit de primeiros socorros, barras de cereais, chocolate, alimentos, frutas e água muita água.

Fauna:
Neste trilho é possível ver raposas, veados, javalis entre outros animais, é possível ver também diversas Aves.

Flora:
Existe uma variedade muito grande de plantas e arvores, as que mais se destacam são o castanheiro, por aqui existem castanheiros centenários com mais de 300 anos, carvalho, sobreiro, pinheiro, loureiro, oliveira, entre outras

Contactos Uteis:
SOS Emergência: 112
SOS Floresta: 117
Centro de Informação Antivenenos: 808 250 143
GNR da Lousã: 239 990 060
Bombeiros Municipais da Lousã: 239 990 530
Centro de Saúde da Lousã: 239 990 614
Paradigmo Travel: 239 194 473

Contactos de Guias Locais:
Paradigmo Travel – Gabriel Gomes, Telefone 239194473

Programas completos de vários dias com dormida:

Rota dos Moleiros

Rota do Moleiro

Rota dos Moleiros
Características do Percurso
Nome: Rota do Moleiro, Código: Sem código
Tipologia: Circular, Distância: 10Km
Duração aproximada: 4/5h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Médio
Partida: Cacilhas
Chegada: Cacilhas

 Fazer download do GPX  

Um moinho de água, é um tipo de moinho movido pela água que permite moer grãos de milho, trigo e cevada a partir da força da água.

Esta é a estrutura mais antiga conhecida de aproveitamento da energia cinética das águas dos rios e ribeiros.

Há centenas de anos que o movimento da água é usado nos moinhos. A passagem da água faz mover lemes de madeira que estão ligados a uma mó (pedra granítica redonda muito pesada). Esta, moe o cereal (trigo, milho, cevada) transformando-o em farinha.

O trabalho dos moleiros era de muito sacrifício, tinham de ir buscar o grão a cada casa e levar para o moinho para depois ser moído.

Mas quando estes moinhos são em zonas como as deste trilho a situação fica ainda mais complicada para os moleiros, porque tinham de carregar os taleigos (Sacos de pano longo e estreito para transporte de comida, neste caso o grão e depois a farinha)

O moleiro tinha de manter o moinho em bom estado, tinha de reconstruir o açude, picar as mós com picões para que as mós fiquem ásperas para moer melhor o grão. Tinha de afinar o alcance de mó superior ara que a farinha fosse mais fina ou mais grossa consoante o desejado e a finalidade da farinha.

A farinha depois de entregue em casa estava quase pronta para se poder fazer o pão. Antes tinha de ser peneirada para retirar as cascas do grão, o chamado farelo, depois era amaçada levedada e ia ao forno.

É bom quando passamos junto de um local destes e imaginamos as facilidades que temos hoje em dia, que basta ir ao supermercado e comprar a farinha que se pretende, até já tras fermento e tudo.

Antigamente a vida era muito árdua, para se ter alguma coisa para comer era preciso muito trabalho e muito sacrifício, os locais não facilitavam a vida de quem trabalhava, como esta ribeira.

Neste percurso podemos subir até ao Terreiro das Bruxas, ou encurtar o percurso na distancia que se pretende caminhar. Ainda não tem marcações de percurso pedestre, esta em construção para ser um percurso homologado, mas ainda em projeto.

Para este percurso sem guia, é aconselhado usarem o GPX disponibilizado para vos guiar. O trilho é fácil de identificar e não tem grandes dificuldades na orientação.

Em termos de caminhada, é sempre a subir até ao terreiro das Bruxas. É uma subida fácil de fazer sem grandes complicações. para pessoas com problemas de vertigens ou problemas de coração ou pulmonares não é aconselhado.

Pessoas com alguma dificuldade motora, também não é aconselhado.

Obs: Estão de parabéns o Montanha Club por estarem a limpar e a tratar deste trilho fantástico. Obrigado

 

Trilho do Baloiço

Trilho do Baloiço

Trilho do Baloiço
Características do Percurso
Nome: Rota do Baloiço, Código: Sem código
Tipologia: Circular, Distância: 10Km
Duração aproximada: 3/4h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Médio
Partida: Entroncamento parque Eólico
Chegada: Entroncamento parque Eólico

Fazer download do GPX  

Construído pelo projeto Isto é Lousã, este baloiço fica no Alto de Trevim, o ponto mais alto da Serra da Lousã, no distrito de Coimbra. A 1.200 metros de altitude, este baloiço gigante de madeira é o local ideal para tirar fotografias originais para o as suas redes sociais ou apenas para recordação. Existe outro baloiço nas piscinas da Nossa Senhora da Piedade, no Burgo, que fica sobre a água e também dá umas fotos muito bonitas, até mesmo as pessoas que se consideram feias, ali ficam bonitas.

Não muito longe do baloiço existem algumas instalações militares que atualmente se encontram abandonadas. Na subida para o Trevim, o ponto mais alto da serra, encontra-se uma antiga casa de guarda-florestal com alguns anexos que é agora propriedade militar, o que é atestado pelos sinais de proibição de trânsito à entrada da propriedade, identificando aquela como uma área militar.

Á alguns anos esteve ali um destacamento da Força Aérea Portuguesa pertencente à Base de Monte Real que funcionava como uma estação repetidora das comunicações da F.A.P., embora, provavelmente, também tivesse a missão de manter as instalações do Centro Emissor do Trevim em segurança, dada a importância daquele complexo no sistema de comunicações nacional.

Entre o baloiço e a casa dos militares existe um vale, com uma ribeira que tem água o ano todo, mesmo em anos de seca. Este vale é um autêntico oásis, com uma vegetação maravilhosa onde as sombras das árvores caducifólias em plena Primavera e verão são uma beleza a não perder numa caminhada.

Chegando próximo da casa do guarda, agora casa dos militares, viramos á esquerda para sair de uma floresta e entrar em outra que em nada fica a traz da que acabamos de passar, apenas não tem uma ribeira mas tem belos castanheiros e diversas outras arvores caducifólias.

Entretanto chegamos ao baloiço, onde se podem divertir e tirar belas fotos. Seguindo caminho voltamos a entrar num estradão para voltar ao ponto inicial através de florestas de pinhal entre outras árvores.

É um percurso sempre no topo da montanha, não tem marcações de percurso pedestre, são caminhos onde passam jipes e motas, outros passam apenas pessoas a pé e algumas bicicletas a fazer BTT.

Para este percurso sem guia, é aconselhado usarem o GPX disponibilizado para vos guiar. O trilho é fácil de identificar e não tem grandes dificuldades, na caminhada e na orientação.

 

 

Passadiços do Coentral

Passadiços do Coentral e Percurso Pedestre

PR2 – Passadiços do Coentral
Características do Percurso
Nome: Passadiços do Coentral, Código: CPR PR2
Tipologia: Circular, Distância: 5Km
Duração aproximada: 2/3h
Tipo de piso: Caminhos rurais e natureza
Grau de dificuldade: Médio
Partida: Aldeia do Coentral
Chegada: Aldeia do Coentral

 Fazer download do GPX  

Este circuito que apresentamos faz parte do percurso homologado PR2, como conhecemos o local, recriámos o circuito circular com cerca de 4km. o circuito passa pelos passadiços, podemos caminhar na levada, ver a ribeira de pera e a sua bela cascata e também o souto de castanheiros centenários. Ainda no percurso é possível ver a fonte das bicas, local onde podem encontrar um parque de merendas, com mesas, churrasqueira, wc,  etc… 

A Ribeira das Quelhas, com as 8 magníficas cascatas e lagoas é uma das maravilhas naturais da Serra da Lousã.

A Ribeira das Quelhas nasce na Nascente dos Seixinhos, numa das vertentes a sul do Cabeço do Pereiro, mais conhecido por Santo António da Neve, nome que recebeu por ser o lugar onde armazenavam a neve em poços e a conservavam até ao verão. Posteriormente o gelo era levado para a Corte portuguesa em Lisboa, para que se pudessem refrescar durante os quentes verões lisboetas.

A partir da sua nascente, todo o percurso desta ribeira é feito por entre quelhas rochosas e penhascos grandiosos de xisto, resultado em lindíssimas quedas de água.

Á pouco tempo era um local de acesso difícil, de pastoreio, da prática de Caminhadas e de Canyoning. Estamos perante uma verdadeira maravilha da Serra da Lousã, agora acessível a todos que tenham condição física para poderem subir e descer os degraus em cerca de 1000m.

Os Passadiços da Ribeira das Quelhas estão localizados junto à aldeia do Coentral, concelho de Castanheira de Pera, e seguem pela margem direita da Ribeira das Quelhas ao longo de aproximadamente 1,2km (cerca de 2,4km, ida e volta).

É possível estacionar o seu carro praticamente ao lado do início do percurso, mas tenha em atenção que o estacionamento é muito limitado. Se for em dias de grande afluência, como os fins-de-semana, o mais certo é não ter lugares disponíveis. Nesse caso, terá de estacionar a sua viatura na aldeia do Coentral e depois seguir a pé pelo estradão até ao início dos passadiços.

Por último queremos chamar a atenção que apesar dos Passadiços da Ribeira das Quelhas serem curtos terá de subir uma escadaria com cerca de 1 km de extensão. Se não está habituado a caminhadas ou tiver alguma limitação física pode custar um bocadinho. Sobretudo no verão, devido à enorme exposição solar do percurso. Mas com calma, vai ver que é mais fácil do que parece.

Tem mais uns dias para a sua escapadinha na natureza?

Então aproveite a sua passagem por esta região e parta à descoberta das maravilhas desta Serra.

Os passadiços da Ribeira das Quelhas pode ser visitado o ano todo, Na primavera a serra enche-se de flores e perfumes fantásticos, as cascatas e lagoas estão no seu esplendor.

No verão as cascatas e lagoas de água cristalina, convidam a uns mergulhos refrescantes.

No outono, porque na serra abunda o carvalho e o castanheiro, a serra fica pintada de inúmeros tons de amarelo, laranja e vermelho.

O verão costuma ser escaldante nesta região, convém ter em atenção que praticamente todo o percurso dos Passadiços da Ribeira das Quelhas não tem sombras e tem uma enorme exposição solar. Se for no verão, recomendamos vivamente que evite as horas de maior calor e que leve muita água, chapéu e protetor solar.

O Coentral tem o Museu do Neveiro e a igreja de nossa senhora da Nazaré.

Coordenadas Inicio e Fim 

Coordenadas geográficas: 
40.063987, -8.179242

Fotografias do Coentral:

 

 

Informação sobre o Egipto

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vestibulum congue volutpat sem vel molestie. Pellentesque porta risus tellus, vitae venenatis velit pharetra et. Suspendisse ullamcorper, lacus vitae lacinia facilisis, mi quam viverra est, in ultricies libero ipsum eu diam. Morbi vestibulum eu ante nec ultricies.

Paradigmo Travel